Ano do Rato de Metal – Previsões para 2020

Ano do Rato de Metal – Previsões para 2020

Por mais que tente ser imparcial nas previsões, devo confessar que estou muito entusiasmada em relação ao ano do Rato.

Por várias razões. A primeira porque o Rato foi o primeiro a chegar ao Buda, por isso é o primeiro de um ciclo de 12 anos, isso significa que se dá início a um novo ciclo. E eu adoro inícios, pois são oportunidades de fazer coisas novas ou fazer as coisas de forma diferente. A máxima “ano novo, vida nova” não poderia estar mais adequada a este ano.

A segunda razão, porque é um ano que não está em conflito, ou seja, os elementos Água e Metal são “amigos” e um nutre o outro. Ao contrário dos último anos, excepto 2 ou 3 anos, desde 1993 que não tínhamos um ano que não tem os elementos em conflito. O que isto significa? Significa que haverá mais harmonia. Anos com os elementos em conflito costumam gerar muito mais tensão, stresse e dificuldades. Será, portanto, um ano com menos obstáculos, e ter o caminho livre, umas retas, umas planícies, ás vezes sabe bem nesta viagem pela vida. Esta metáfora é para ilustrar que este ano tem o potencial de harmonia e menos tensões. Não é uma maravilha?

A terceira razão não poderia ser mais tendenciosa, porque o signo do Rato é um dos meus preferidos. Quase todas as pessoas que escolhi na minha vida, ou seja, a minha familia escolhida, têm um Rato no seu mapa astral, ou uma combinação harmoniosa com o signo Rato. As pessoas com a influência deste signo, são pessoas que sentem e vêm o mundo em profundidade, são rápidas no raciocínio e perspicazes. Para elas, a família e amigos são de extrema importância, pois têm sentido de família e comunidade e são solidárias, mas ao mesmo tempo conseguem ser altamente independentes tanto nas acções, como nas ideias e ideais. Como são os primeiros, costumam ser pioneiros e com um espírito de aventura bem vincado. Adoro estar na companhia de pessoas assim. As minhas maiores aventuras e apredizagens pessoais e profissionais foram ao lado destas pessoas.

É por isso que, com estas razões, não poderia ficar indiferente a este ano. Será um ano fora do normal.

Mas claro, há sempre umas tendências menos favoráveis. O elemento Metal dá um aspecto mais rigoroso, dogmático e disciplinado ao Rato deste ano, que pode pecar pela frieza e  extremismos. Também, o sentido crítico torna-se mais acutilante, como de uma lâmina, e as decisões podem ser mais destrutivas que construtivas.

Mas no final, o potencial é usado de formas diferentes. O Metal também dá para cortar o que já não presta, podar os galhos velhos, e esta tendência dá-nos a oportunidade de terminar com relacionamentos tóxicos, mudar de trabalho ou carreira, mudar de casa ou de país, alterar hábitos antigos e começar uma, digamos, nova vida. Podar também quer dizer melhorar, fortalecer relações antigas, sejam amorosas ou profissionais.

Por outro lado, atenção às emoções, pois como o Metal alimenta a Água, há uma tentência para agir em função das emoções, e isso nem sempre corre bem quando as emoções são movidas por ideais dogmáticos ou pelo medo.

E aqui penso nas questões políticas que afligem o mundo actual. O ano passado, ano do Porco Água yang com Terra yin = Fogo (Notre Dame e florestas Sibéria, Califórnia, Congo, Amazónia, Austrália), afectou os corações do mundo (também eles do elemento Fogo) e essa influência tem impacto nas emoções coletivas, quer queiramos quer não.

O ano do Cão, 2018, foi determinante para o processo de consciencialização em relação aos desequilíbrios na forma como as sociedades modernas vivem, a poluir a Terra, os rios, mares e oceanos e os ares, a explorar os animais, as plantas e os solos e a sua relação com doenças provocadas pela poluição, vidas stressadas e afastadas da Natureza.

No ano do Porco, com o impulso do Fogo, deu-se maior visibilidade a esta realidade e houve muitas movimentações em relação a este tema, este ano haverá uma vontade grande de “arrumar” a casa. Casa é Terra, é estrutura. E como é um ano de inícios ou renovação convém que se comece com alicerces fortes. Daí ser fundamental usar o rigor do Metal.

O Metal intensifica também o sentido de pátria, tradição, a moral, lealdade e a ordem, mas também os fundamentalismos.

Mas um Metal radical, crítico, juntamente com a vontade grande de mudar ou limpar as coisas pode levar a atos agressivos, fundamentalismos morais e a alguma frieza na forma como se fazem essas mudanças. Pois o Metal yang tem a força de um guerreiro que pode ferir com a sua espada, é cortante como uma lâmina ou destrutivo como um machado. Esta vontade de começar de novo ou reformar, pode exarcebar os ânimos e levar a atos extremados, tipo revolução ou guerra, em que se deita tudo abaixo para começar do zero. Aliás, em anos de Metal yang há sempre uma tendência para acções extremadas como guerras. Seria lamentável que as coisas fossem por aí. Espero que não.

Em termos económicos é altura de plantar ou podar (dar continuidade ao que foi iniciado em anos anteriores, buscando o aperfeiçoamento). E quando se fazem plantações ou podas tem que se esperar que o que se planta ou corta se desenvolva, daí poder haver um desaceleramento económico, excepto nas áreas das comunicações, música, entrenimento (cinema e tv) e a indústria do sexo e da beleza.

Há também predisposição para o pessimismo e o medo, que podem inibir o investimento, embora o Rato seja acumulador de riqueza.

Em relação ao clima há uma tendência para que não haja tanto calor, não obstante, como o Metal dá força à Água podem verificar-se grandes movimentações de águas, como chuvas intensas, subidas do nível do mar e inundações, que por sua vez, arrastam ou invadem as terras. Sendo também o Metal associado ao Sol, pode haver oscilações nos campos electromagnéticos da Terra que têm impacto no equilíbrio do Planeta. Com a influência do Metal Yang os fenómenos da Natureza geralmente são mais destrutivos ou agressivos.

O Rato potencia o romance e o sexo, mas o Metal é moralista, cuidado com a conduta, pois há tendência para escândalos relacionados com este tema e para repressão em relação à liberdade sexual.

Na esfera da saúde muita atenção ao sistema imunitário e digestivo e saúde mental.

O Rato de Metal é o rato branco, por isso, as cores deste ano são Branco, Cinzentos, Dourado e Prateado.

A nível pessoal, esta relação entre o Metal Yang com o Trigrama do Céu, faz com que seja um ano fortemente influenciado pelo Sol, e o Sol vai à nossa essência, ilumina os lugares escuros e eleva a energia e a consciência. Que essa elevação nos dê clarividência, evolução, crescimento, rigor e disciplina para trilhar novos caminhos em prol do aperfeiçoamento.

Inteligência, sentimentos profundos, raciocínio rápido, perspicácia, sentido de oportunidade, solidariedade, inovação são características do Rato.

Rigor, disciplina e lealdade são as boas características do Metal.

Espero que se faça bom uso destas potencialidades. Afinal, temos o livre arbítrio.

Bom Ano do Rato Metal!

No Comments

Post A Comment

X